Roteiro de Projeto de Pesquisa

Um dos elementos mais importantes do processo de seleção de bolsas de estudo ou de vagas em universidades, sejam elas nacionais ou internacionais, é o projeto de pesquisa do candidato. A maturação do tema pode levar algum tempo, assim como a delimitação do que se vai estudar de fato. Mas feito isso, o passo seguinte é a elaboração do projeto! Para tal, fiz um apanhado de orientações para guiá-los (las) um pouco melhor a respeito desse ítem tão essencial.

[Fonte: universia, UOL, Unemat]

1. Título
O título é o menor resumo e deve sintetizar o seu aspecto essencial, expressando o propósito maior ou mais relevante do projeto, que é a solução buscada para o problema. Deve dar uma idéia clara, da forma mais breve e direta possível do problema principal que o projeto abordará. Ele deve atrair atenção sobre os objetivos e limites do projeto.

2. Resumo e Palavras-chave
Parágrafo com até 20 linhas (aproximadamente 200 palavras) no qual se indica sucintamente o tema, a justificativa, os objetivos, o método e a forma de análise dos resultados. Sugere-se elaborar esta parte quando todo o projeto estiver pronto. Nas palavras-chave categorize em três ou cinco palavras, alguns dos assuntos que irá abordar.

3. Introdução
A introdução é uma breve apresentação do conteúdo do projeto, na qual podem incluir-se antecedentes que ajudem a compreender a magnitude do problema, de seus objetivos e resultados esperados, assim como a importância dos impactos destes. Deve contar como se chegou a este "questionamento", porque e de onde ele surgiu.

4. Justificativa
A justificativa é a fase do projeto na qual o pesquisador irá expor quais elementos foram decisivos na escolha do seu tema de estudo. O principal elemento a ser explicitado aqui é o interesse social na solução do problema, pois será a partir dele que o orientador, a universidade e as agências de financiamento irão decidir se há ou não interesse institucional em se concretizar o projeto.

O pesquisador, nesta fase, deverá iniciar explicitando o "estado da arte", ou seja, o atual estado das pesquisas científicas sobre o tema. É importante que se faça uma revisão da literatura existente, comentando sucintamente as principais obras que tratam direta ou indiretamente do tema proposto.

Em seguida, é necessário demonstrar a relevância social do problema, explicitando-se nesta fase o que já foi comentado anteriormente quanto ao interesse social na resolução do problema. Em síntese, será nesta fase que o pesquisador irá "vender seu peixe", ou em uma linguagem mais acadêmica, demonstrar ao leitor o real interesse social de seu projeto de pesquisa.

5. Objetivos Gerais e Específicos
O objetivo geral da pesquisa científica é oferecer uma resposta ao problema que é o núcleo da investigação, testando a veracidade da hipótese de trabalho. Os objetivos específicos da pesquisa, por outro lado, são as perguntas secundárias que o pesquisador deverá responder, cujas respostas conjuntas levará ao objetivo geral.

Tradicionalmente os objetivos – geral e específicos – vêm expressos através de verbos no infinitivo. O objetivo geral nada mais é do que o problema redigido sobre a forma de ação: "analisar a viabilidade do uso de triângulos em sinalizações de hospitais".

Os objetivos específicos são ações a serem realizadas pelo pesquisador que tornarão possível alcançar o objetivo geral: "1) identificar as origens históricas do uso de triângulos no Brasil; 2) identificar os efeitos dos triângulos na visão humana; 3) avaliar o aumento dos gastos com a saúde após a uso elevado dos triângulos; 4) avaliar o decréscimo da violência urbana após o uso dos triângulos nos hospitais; etc".

6. Hipóteses ou Problematizações
A hipótese é uma tentativa de explicação mediante uma suposição possível, destinada a ser comprovada pela pesquisa empírica. As hipóteses devem: a) ter consistência lógica; b) corresponder ao conjunto de conhecimentos existentes; c) ser constáveis pela experiência, ou seja, passíveis de verificação por dados empíricos.

A problematização é o momento de construção racional das questões para interrogar o objeto investigado, seja a partir dos problemas críticos da realidade, seja a partir dos problemas teóricos. Neste momento, o pesquisador quer conhecer o obscuro, o contraditório e desconhecido na realidade social, orientando-o na busca de soluções.

7. Metodologia e procedimentos
Este é o espaço para informar como se pretende realizar a pesquisa na prática. A Metodologia diz respeito a como será feita a obtenção dos dados necessários. Por exemplo: Um pesquisador em Educação que queira estudar "A aprendizagem de matemática por crianças que vivem em acampamentos de Sem-Terra" deverá explicitar como pretende recolher os dados de sua pesquisa. Pode ser que julgue necessário assistir as aulas ministradas em um acampamento; pode considerar necessário conversar com a professora que dá as aulas; ler o que já foi escrito sobre o assunto; etc.

Os Procedimentos devem explicar como se pretende recolher e reter estes dados obtidos. No exemplo usado acima: o pesquisador pode querer filmar as aulas, gravar as conversas, escrever um diário de pesquisa, etc.

8. Cronograma
Como já foi dito anteriormente, nenhuma pesquisa pode prolongar-se indefinidamente no tempo. Assim, é necessário que o pesquisador estabeleça um cronograma no qual especificará quanto tempo levará na realização de cada etapa de sua pesquisa.

Em geral este cronograma é apresentado através de uma tabela na qual as colunas representam os meses em que será realizada a pesquisa e as linhas, as tarefas a serem concluídas.
Dentre outros itens, deverão constar no cronograma: levantamento bibliográfico, observações, entrevistas, transcrição das entrevistas, análise das entrevistas, leitura do material bibliográfico, cruzamento de dados, redação preliminar do texto, discussão do texto preliminar com o orientador, redação final do texto, revisão e edição final.

9. Resultados esperados

Descrever os resultados esperados. Estimar a repercussão e/ou impactos educacionais, culturais, socioeconômicos, técnico-científicos e ambientais dos resultados esperados na solução do problema focalizado como: diminuição dos prejuízos econômicos, educacionais, culturais, sociais e/ou ambientais; aumento de produtividade e de produção e/ou maior oferta de alimentos; redução de riscos; redução de perdas; redução de custos de produção; aumento de renda dos beneficiários diretos; geração potencial de empregos; redução de desequilíbrios sociais e regionais, entre outros.

10. Referenciais teóricos (será revisto e redirecionado no momento de se elaborar o projeto final)

Deve indicar como se pretende analisar os dados encontrados. Eles serão trabalhados à luz de qual autor, de qual linha de pensamento, de qual proposta de estudo? Deve-se ter referências de pensadores que já se dedicaram ao tema para se poder adicionar dados novos, rebater ou reforçar o que tinha sido defendido anteriormente.

11. Bibiografia

Devem ser listadas as referências bibliográficas utilizadas para escrever o projeto de pesquisa.

1 comments:

MissNothing said...

Thanks , helped very much ^^

Post a Comment

Share your opinion!

Archive

Readers

Maintained by

My photo
Recife, PE, Brazil
I don't recognize nationalities or frontiers. My compromise is with life.

Total Pageviews