...e se eu fosse para o Canadá?

Foi com este devaneio que comecei todo um processo de análise de possibilidades com o intuito de sair do Brasil.

Já havia pensado em tentar a vida nos EUA, mas tinha receio de não conseguir atuar na minha área de formação ou, mesmo conseguindo, ser tratado sempre como "imigrante". Austrália também passou pela cabeça, mas por ser um local quente de primeiro mundo, está sendo muito procurada e o processo de imigração não pareceu tão atraente quanto o do Canadá...


Após participar de uma palestra de incentivo à imigração para Québec (província canadense de origem francesa), meu interesse em ter uma experiência de vida no exterior se concretizou e iniciei planos reais de mudança. Como essa decisão é influenciada e influencia vários pontos da vida, quis experimentar uma pequena prévia do que seria viver no extremo norte e, principalmente, saber se eu suportaria o frio, já que ainda não conhecia neve.

Sendo assim, em outubro de 2007 fui à Montreal, permaneci por 40 dias e depois mais uma semana em Toronto. De volta ao Brasil, tendo passado por esta incrível experiência de vida e certo de querer retornar como residente, dei entrada no processo de imigração em agosto de 2008. Essa semana, após uma entrevista no consulado em São Paulo, voltei à Brasília com o Certificado de Seleção de Québec em mãos e um grande sorriso no rosto. Mais alguns meses de espera pelo visto de Residente Permanente e darei início a uma nova etapa da minha vida.

Muitos perguntam por que quero deixar o Brasil, se não sentirei falta da família e amigos, se conseguirei viver no frio etc. Bem... não posso prever o futuro e dizer como será, mas pelo pouco que vivi e muito que pesquisei, estou disposto a tentar. A saudade dos mais próximos é inevitável, mas com a valorização profissional e possibilidade de ganhar mais, é provável que tenha mais contato com eles morando lá. O frio é realmente chato de se conviver, mas diferente de passar o inverno no interior de São Paulo batendo queixo o tempo todo, o Canadá está super preparado para as baixas temperaturas, e só se passa frio durante o caminho de um lugar à outro, pois todo ambiente fechado possui calefação.

Como um cidadão que já teve seu carro arrombado 5 vezes, pagando imposto em cima de imposto sem ver mudanças significativas na sociedade, é tentador imaginar que é possível viver em um lugar onde o transporte público funciona, as estradas estão em bom estado, o povo pensa no bem do Estado e não no próprio umbigo, você é pago de forma justa por aquilo que faz e é comum ver pessoas sozinhas a noite retornando às suas casa de ônibus com o notebook no colo, ipod no ouvido, tênis caro e sem aquela preocupação constante do que pode acontecer.

Essa segurança, qualidade de vida e valorização profissional são alguns dos pontos que me fazem querer deixar meu país amado por algum tempo e tentar a vida fora, porque infelizmente minha ingenuidade de criança sumiu e parei de achar que seria possível batalhar para mudar o Brasil sozinho. Enquanto o povo não mudar, esse país não conseguirá deixar de ser terceiro mundo, para virar primeiro.

Seguem alguns links interessantes para quem tem interessem em conhecer mais a respeito do Canadá:

Principal link sobre imigração e cidadania (em inglês ou francês)
link: www.cic.gc.ca

Comunidade Brasil-Québec (ótimo fórum)
link: www.brasilquebec.com

Site oficial do Escritório de Québec em São Paulo
link: http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/pt/biq/sao-paulo/index.php

Blog muito bom, com links diversos para quase todos os assuntos referentes ao Canadá
link: http://canadafm.wordpress.com/


--
...:: Renan Castro ::...
...+55 61 9624-7351...
www.renancastro.com

0 comments:

Post a Comment

Share your opinion!

Archive

Readers

Maintained by

My photo
Recife, PE, Brazil
I don't recognize nationalities or frontiers. My compromise is with life.

Total Pageviews