Eu fui pros Estados Unidos!!


Entrevista com Tiago Sá, estudante de design (UFPE), que fez intercâmbio pra Academy of Art, nos Estados Unidos e atualmente trabalha na Safh.


1.O que te motivou a fazer um intercâmbio?
Eu destaco três principais razões: A busca por novos horizontes, o interesse em dominar um novo idioma, e o enriquecimento pessoal que uma mudança de paradigmas pode nos trazer.

2.Como você selecionou o país que gostaria de ir e a universidade que estudaria?
O país, bem como o destino, San Francisco, no meu caso, foi escolhido por haver lá uma grande amiga disposta a me apoiar. Quanto a faculdade eu a escolhi pelo renome e a didática voltada à pratica profissional. Fiquei com a Academy of Art, que recomendo a qualquer estudante.

3.Quais documentos teve que preparar?
Além da papelada exigida pelo consulado americano eu me muni também de cartas de recomendação da minha faculdade no Brasil. Eu comecei a organizar tudo desde cedo, e tava com minha papelada bem organizada quando cheguei ao meu destino. Meu erro foi não ter dado a devida atenção à importância de um portfólio, que eu tive que providenciar quando já estava lá. No curso de design nos EUA o portfólio é a peça mais importante na seleção de novos candidatos.

4.Como foi o processo de seleção?
No meu caso o processo foi bem simplificado, eu não pedi o visto pela Academy, como eu não pretendia abandonar a escola de inglês a parte mais burocrática da admissão já estava resolvida com o visto que eu tinha para estudar inglês. Eu fui admitido em uma entrevista com o diretor do centro de design de produto, mediante a apresentação do meu portfólio. Nessa conversa eu fui orientado em quais disciplinas eu deveria me matricular.

5.A bolsa foi suficiente pra você se sustentar lá? Como se preparou financeiramente?
Eu fui por conta própria, com o orçamento apertado eu aproveitei as oportunidades que me foram aparecendo, como uma amizade com um amigo francês que me rendeu hospedem gratuita. Não tive medo de aceitar favores, na vida tudo que vai volta, e esse amigo francês também passou seis meses hospedado em minha casa quando veio ao Brasil.

6.Fala um pouco sobre a universidade que estudou nos EUA.
A Academy of Art é uma das faculdade mais conhecidas dos EUA, é referência principalmente pelo seu curso de animação digital. A maioria dos alunos conseguem boas colocações no mercado nos primeiros anos de formado. E esse é o foco da metodologia de ensino deles. O objetivo de cada uma das cadeiras do curso é de criar um peça boa o bastante para fazer parte de um portfólio, que ao fim do curso será sua principal ferramenta de colocação profissional.

7. Quais foram as suas impressões sobre a importância desse tipo de oportunidade? O que ficou da experiência?
A experiência de estudar na Academy, certamente me marcou para sempre, lá eu aprendi coisas que acho que todo designer deveria saber. Mas muito além disso, a mudança de paradigmas, os amigos que fiz, os lugares que conheci me fizeram crescer muito como pessoa. A viajem foi, de fato, um divisor de águas na minha vida, e essa experiência eu acho que todo mundo deveria se dar, ao menos uma vez na vida.

8 Alguma recomendação pra quem quer tentar um intercâmbio?
Não pare nas primeiras dificuldades, não é fácil encarar uma mudança de país. Há os aspectos práticos, culturais, burocráticos e afetivos a serem superados. Mas tenha urgência em encará-los, pois quanto mais jovem você for, mais proveitosa e mais fácil será a experiência.

0 comments:

Post a Comment

Share your opinion!

Archive

Readers

Maintained by

My photo
Recife, PE, Brazil
I don't recognize nationalities or frontiers. My compromise is with life.

Total Pageviews