A Experiência de La Coruña

Contada por Marina Nicolaiewsky, a experiência de La Coruña foi mais que um intercâmbio, pois nos mostra o quanto continuar em frente e perseguir os sonhos é importante!! Esse é um pequeno pedaço da estória de vida dessa estudante de design da UFRJ, a estória da menina que estava pronta pra conhecer o mundo! Fotos da viagem AQUI!

Minha história com o intercâmbio começou mais ou menos na metade de 2006, quando meu namorado resolveu que queria sair fora por um tempo. Felizmente pra nós, o curso dele, de economia, só liberava alunos a partir do quinto período, e os planos dele foram adiados por seis meses. Nesse semestre ganho, ele foi me convencendo que eu também poderia tentar, que economizar uma grana não é assim tããão dificil e que, nao é possivel, a sua faculdade também deve ter algum programa de intercambio! E tinha. pras mesmas universidades que a dele!

Documentos mil, xerox autenticada de tudo, catar coordenador pra assinar tudo, carta de motivação em varias linguas, tradução do histórico escolar, escolher as disciplinas que eu quero fazer la, fotos 3x4 grampeadas. e pronto. agora é só esperar a carta de aceite. as duas, minha e dele!

a historia aqui se complica, mas eu resumo... no meio desse trâmite todo conversando com o pessoal de relações internacionais da faculdade de lá (La Coruña, na Espanha), percebemos que o acordo bilateral era somente entre estudantes de economia, e que ha alguns semestres a UFRJ tava enviando alunos de vaaarios cursos, sem ninguem perceber (safada!). Pelo mes todo de janeiro, recebiamos semanalmente emails que diziam: voces podem vir. ai, agora nao temos mais certeza. nao, pode vir sim.iiih, melhor esperar mais um pouco. e finalmente, venham venham, sejam bem vindos. a gente abre essa ultima exceção e deixa todo mundo vir.

felicidade só. agora só conseguir que o visto saia faltando 3 semanas pro inicio das aulas la. sendo que foi na mesma epoca que a galera tava sendo barrada nos aeroportos europeus....medo.

MAS conseguimos!!! eeee!!!
aí, o entrave foi outro.
no dia seguinte de comprar, felizes, nossas passagens, o namorado resolve ter um acidente de bicicleta. ele ta vivo! graças! mas a viagem, cancelada na hora. =/

viu, gente, nada é certo nessa vida....

ha. vcs acham que a marina desistiu???
que nada.
ja na reta final da faculdade, vendo todos os calourinhos sairem pros seus semestres fora, o intercambio ja nao era a melhor das opções...fazer mestrado fora é mais em conta. mas poooxa, queria tanto viajar!!!
solução?
inventar uma pesquisa pra fazer, escrever um paper, ser aceita numa conferencia internacional (italia, babe), pedir uma ajuda de custos, ser aceita novamente (ha), e ganhar passagem ida e volta pra europa, de graça. (e nao foi dificil, juro. é só tentar. ta todo mundo doido pra dar oportunidades pra crianças da graduação que sao pro-ativas e espertas e fazem essas coisas de adulto). a unica coisa que tive que fazer foi pedir pro pessoal comprar minha passagem de ida num dia, e a de volta só pra 3 meses depois.

o resto é beleza pura. conhecer um montao de países, fazer viagem de trem, passar mto cartão nas conferencias e eventos (meu networking foi tao bem sucedido que me pediram pra apresentar meu trabalho de novo em outra conferencia, em londres) ir pra TODOS os eventos de design que estiverem acontecendo enquanto voce está la, ficar de olhos nas passagens baratas de avião, e viajar! aprender! experimentar! é isso que conta, no final.

bom, desculpe a lenga lenga. só queria passar a minha experiencia nao muito bem sucedida com estudar fora, mostrar que é dificil, as vezes as coisas saem do seu controle, as vezes a vida dá voltas inesperadas, mas mostrar principalmente que existem outras formas, caminhos diferentes a se tomar pra alcançar aquele teu sonho de conhecer o mundo.
e eu? agora to pronta prum mestradinho onde eu quiser! ;P

ps: bicicleteiros de plantão, usem capacete! pelo amor!

--
Marina de Arruda Nicolaiewsky
Design - UFRJ
www.designdefundao.blogspot.com

1 comments:

marina morena said...

eee! minha historinha =]

Post a Comment

Share your opinion!

Archive

Readers

Maintained by

My photo
Recife, PE, Brazil
I don't recognize nationalities or frontiers. My compromise is with life.

Total Pageviews